Translate

quarta-feira, 4 de março de 2015

SAUDADES DO ANTIGO BOOMERANG! Eu Quero os Clássicos de Volta ao Boomerang




com a faixa dedicada aos desenhos clássicos!Já foi um absurdo quando o canal BOOMERANG resolveu mudar a linha de sua programação e jogou os desenhos clássicos para as madrugadas e agora, então, resolveu excluí-la de uma vez por todas!Não sei o que passa pela cabeça dos executivos da Turner que tendo nas mãos um dos maiores acervos de desenhos clássicos da televisão não é capaz de fazer bom uso dela: Quando criou o canal Boomerang (o que é bom volta), o que parecia ser um diferencial na TV por assinatura e que foi celebrado por público e crítica acabou por revelar a falta de competência de seus executivos em programar a sua grade sendo sufocados em pouco tempo pelas intermináveis reprises dos mesmos desenhos, enquanto grande parte do numeroso acervo da Hanna-Barbera nunca saía de suas prateleiras. Desenhos como "Os Muzzarellas", "Brazinhas do Espaço", "Butch Cassidy e os Sundance Kids", "Clue Club", "As Viagens de Gulliver", "As Aventuras de Huck Finn", "Superamigos", entre tantos outros, nunca foram exibidos pelo canal. Ao menos no Brasil..Vamos torcer para que, num momento em que a Turner adquiriu vários canais da Claxson e certamente pretende reformatá-los, a extinção do bloco dos desenhos clássicos das madrugadas do canal Boomerang não venha a ser mais um motivo para lamentarmos mas, quem sabe, a oportunidade de finalmente assistirmos a tão rico acervo ser melhor aproveitado dentre os canais que serão relançados, agora agora sob a marca da Turner... Difícil vai ser encontrar um outro nome tão adequado quanto Boomerang - que por sinal não tem nada a ver com a atual formatação do canal. Vamos torcer, pessoal. E aproveitar os feriados do final de ano para curtir os desenhos clássicos no Boomerang..


SUA INFANCIA DE VOLTA AQUI





segunda-feira, 11 de junho de 2012

A Cobrinha Azul.avi


A Cobrinha Azul.avi

A Cobrinha Azul é um desenho animado produzido pelos estúdios DePatie-Freleng Enterprises entre 1972 e 1974. O personagem que dá título à animação foi baseado em um réptil que vive nos Estados Unidos famoso pela velocidade em que ataca sua presa. O desenho mostrava o dia-a-dia e as dificuldades da Cobrinha Azul ("a cobra mais rápida do Hemisfério Norte", segundo ela mesma) em capturar sua refeição. Seu principal alvo era o Besouro Japonês (Japanese Beetle), faixa preta em karatê e comedor de flores que sempre complicava a vida da cobrinha. Além de sofrer nas mãos do inseto, a cobra ainda era obrigada a ouvir uma irritante melodia entoada pelo estereotipado personagem oriental: "toli-toli-toláááá, a cobla ficou lááááááááá". No Brasil, o desenho foi exibido pela TV Tupi nos anos 70 e pela TVS (atual SBT) nos anos 80. (fonte Wikipédia)



202783 
  

A Tartaruga Touche









Hanna Barbera :: A Tartaruga Tuchê - Touché Turtle (Syn,1962)

www.hannabarbera.com.br/touche/touche.htm
Touché, Uma tartaruga espadachim (mais ou menos espadachim), que duela contra raios, dragões e outros bichos mais. E ainda tem que salvar a linda ...


62499 
  

Manda Chuva










Top Cat (Manda-Chuva no Brasil) é uma série animada da Hanna-Barbera do horário nobre, que foi transmitida de 27 de setembro de 1961 a 18 de abril de 1962, com uma temporada de 30 episódios, na rede ABC. Ao contrário de suas séries irmãs, Os Jetsons e Jonny Quest, Manda-Chuva não conseguiu um renascimento nos anos 1980.

No Brasil, o personagem Manda-Chuva foi dublado pelo ator Lima Duarte. Além disso, a cidade de Nova York foi substituída por Brasilia na versão brasileira.

Originalmente transmitido às quartas-feiras, Manda-Chuva foi co-patrocinado pela Kellogg's e Bristol Myers (Bufferin).

O personagem central, Manda-Chuva - chamado de M.C. por amigos próximos - é o líder de uma gangue de Nova York de gatos de rua: Bacana, Espeto, Batatinha, Gênio e Chu-Chu. Manda-Chuva e sua gangue foram inspirados por personagens da comédia popular You'll Never Get Rich (mais tarde chamada de The Phil Silvers Show). Também foi dito que os Bowery Boys influenciaram o programa. Maurice Gosfield, que interpretou o Corsário Duane Doberman de The Phil Silvers Show, também emprestou sua voz a Batatinha em Manda-Chuva (a aparência grandiloquente de Batatinha foi baseada em Gosfield). Outra possível fonte de material foi Joca e Dingue-Lingue, um segmento de Dom Pixote, que também tinha paralelismo com The Phil Silvers Show.

Tutubarão








Apesar de ser desajeitado, Tutubarão sempre acabava ou metendo ou tirando o pessoal da enrascada. A série foi criada por Joe Ruby e Ken Spears e produzida pela Hanna-Barbera Productions, apresentado originalmente nos Estados Unidos, entre 1976 a 1978, pela rede ABC, num total de 16 episódios de aproximadamente 30 minutos cada.










A série era muito semelhante a outros desenhos como “Scooby-Doo” e “Josie and the Pussicats” e também inspirada pelo filme “Jaws” (Tubarão) que fazia muito sucesso na época. O desenho também compartilhava com “Os Flintstones” ao fazer uso de trocadilhos com os nomes de locais e pessoas. No caso do Tutubarão se usava oceanos como temas e trocadilhos como “Aqualaska” com “Alaska”, por exemplo.
Tutubarão teve participações juntamente com Fred Flintstones no programa "CBS-TV-special Hanna-Barbera´s All-Star Comedy Ice Revue" em 1977, que foi apresentado por Roy Clark e Bonnie Flanklin. Também fez um aparecimento especial como apresentador em “Scooby´s All-Star Laff-A-Lympics” em 1977 e em “Scooby´s All-Star”, em 1978.
Nesse mesmo ano ele participou em “Yogi´s Space Race”, numa das competições intergalácticas juntamente com Zé Colméia, Dom Pixote e outros personagens da Hanna-Barbera. Mais recentemente em 2004, Tutubarão fez um aparecimento como convidado em “Sealab 2021” no episódio “Return of Marco”, onde ele era um dos muitos tubarões que eram caçadas pela tribo da caverna subaquática chamada de Snarkells.




433344 
  

Josie and the Pussycats






Josie and the Pussycats (formatted as Josie and the Pussy Cats in the opening titles) is an American animated television series, based upon the Archie Comics comic book series of the same name created by Dan DeCarlo.
Produced for Saturday morning television by Hanna-Barbera Productions, sixteen episodes of Josie and the Pussycats aired on CBS during the 1970-71 television season, and were rerun during the 1971-72 season. In 1972, the show was re-conceptualized as Josie and the Pussycats in Outer Space, sixteen episodes of which aired on CBS during the 1972-73 season and were rerun the following season.
CBS reran the original episodes, replacing the Outer Space shows in January 1974. Beginning in September 1974, ABC aired reruns of the original series for that entire year. To make it a third network,Josie and the Pussycats was then rerun on NBCSaturday mornings during the 1975-76 television season.[1] This brought its national Saturday morning TV run on three networks to six years.
Josie and the Pussycats featured an all-girl pop music band that toured the world with their entourage, getting mixed up in strange adventures, spy capers, and mysteries. On the small-screen, the group consisted of level-headed lead singer and guitarist Josie, intelligent tambourinist Valerie, and air-headed blonde drummer Melody. Other characters included their cowardly manager Alexander Cabot III, his conniving sister Alexandra, her cat Sebastian, and muscular roadie Alan M.
The show, more similar to Hanna-Barbera's successful Scooby-Doo, Where Are You!than the original Josie comic book, is famous for its music, the girls' leopard printleotards (replete with "long tails and ears for hats," as the theme song states), and for featuring Valerie as the first regularly appearing black character in a Saturday morning cartoon show.[2]
Each episode featured a Josie and the Pussycats song played over a chase scene, which, in a similar fashion to The Monkees, featured the group running after and from a selection of haplessly villainous characters.[1]

86162